Show inusitado do grupo argentino Babel Orkesta agita noite do Canto 2016

Lucas Cássio

Com um show inusitado e surpreendente, o grupo argentino Babel Orkesta encerrou a noite de shows de quinta-feira (27/10) do Canto da Primavera 2016. Em um espetáculo que reuniu vários ritmos, como o samba, swing e gipsy, rock e música folclórica argentina, o grupo não deixou ninguém parado e fez a plateia suar com muita dança durante toda a apresentação.

20161028_babel_0016

Rafaella Pessoa

O espetáculo começou no meio do público e foi com ele que a apresentação se encerrou. Com total interação com a plateia, a banda dançou, cantou, tirou foto, distribui laranjas e fez a alegria da noite.

foto-rafaella-pessoa-18

Rafaella Pessoa

Instrumentos como tuba, trombone, acordeom, sax soprano, guitarra e bateria aliados ao figuro e às interpretações teatrais deram um toque especial para o show, que surpreendeu a todos que tiveram o privilégio de assistir. “Não tem como ficar parado com uma apresentação fantástica como essa”, afirmou Sergio, morador de Pirenópolis.

20161028_babel_0017

Delcio Gonçalves

A companhia é formada por Santiago Castellani (tuba e trombone), Zeta Yeyati (saxo soprano e flautas), Camila Iorio (bateria), Rodrigo Villar (acordeom), Pablo Maitía (guitarra e banjo), além dos atores Diego Brizuela, Ana Granato e Laura Alonso.

20161028_babel_0019

Delcio Gonçalves

A noite de show no palco principal também contou com outras duas apresentações, uma delas do grupo goiano Patocan, que encantou a plateia com um espetáculo instrumental que fez uma fusão de estilos diferentes com uma linguagem jazzística.

Outro banda que animou as apresentações da noite foi o grupo Moda de Rock. Formado por Zé Helder e Ricardo Vignini, a dupla adaptou clássicos do rock para a viola caipira, como Metallica, Iron Maiden, Pink Floyd e Sepultura, além da moda de viola tradicional de Tião Carreiro.


Compartilhe!