Carlos Malta e Pife Muderno se apresentam com Lenine no Canto da Primavera 2016

Déborah Gouthier

A primeira noite de shows do Canto da Primavera 2016 já chega mostrando a que veio o festival nessa sua 17ª edição. O Teatro Sebastião Pompeu de Pina, em Pirenópolis, abre suas portas para a fusão de música instrumental e MPB com o ritmo autêntico de Carlos Malta e Pife Muderno, que convidam Lenine para dividir o palco.

carlos_malta_-_divulgacao_0

Com mais de 20 anos de estrada, o Pife Muderno acrescentou percussão e influências musicais que vão do jazz à MPB à distinta sonoridade do pífano. O instrumento, tipicamente brasileiro, é uma adaptação indígena às flautas europeias e depois ficou conhecido na música nordestina. O grupo – formado por Carlos Malta, Andrea Ernest Dias, Marcos Suzano, Bernardo Aguiar, Durval Pereira e Oscar Bolão -, tem três álbuns lançados e uma agenda concorrida no Brasil e no exterior.

carlos-malta-e-pife-muderno_730

Para o show em Pirenópolis, o Pife Muderno virá com uma formação diferente. Além de Carlos Malta nas flautas e pífanos, Durval Pereira na zabumba, e Oscar Bolão na percussão, acompanharam o grupo o pandeirista Vina Lacerda e Aline Gonçalves nas flautas e pífanos. No repertório, as canções são as que compõem o disco Ao vivo na China, gravado em Beijing em 2011, com canções conhecidas do público como Açum Preto, Asa Branca e Chiclete com Banana. Mas o principal diferencial da apresentação será a participação de Lenine, que soma sua musicalidade inconfundível ao som dos pífanos e da percussão do grupo. Os músicos já se reuniram em uma apresentação anterior, em Belo Horizonte (MG), em agosto desse ano.

A abertura dessa primeira noite, dia 20 de outubro, ficará por conta da Banda Phoenix, de música tradicional de Pirenópolis.

Músicos:

Carlos Malta é multi-instrumentista, compositor, produtor, orquestrador e diretor musical, conhecido como Escultor do Vento, por seu trabalho com diversos instrumentos de sopro como saxofones, flautas e o pife. Carioca, ele já lançou vários discos e tocou com grandes nomes ao longo da carreira – que vão de Dave Matthews Band à Roberto Carlos e Caetano Veloso, e do violoncelista suíço Daniel Pezzotti à Big Band do Royal Conservatory of Music da Dinamarca. Além de ter concorrido a alguns dos grandes prêmios da música, como o Prêmio Sharp e o Grammy Latino, o músico também já lecionou e se apresentou em vários lugares do mundo, tendo ministrado aulas em locais de renome como o Conservatório de Música da França e a Berklee School, nos Estados Unidos.

Lenine é um cantautor, produtor musical e arranjador recifense-carioca. Com mais de 30 anos de carreira e dez discos lançados, ele já teve suas canções gravadas por nomes como Maria Bethânia, Milton Nascimento, Gilberto Gil e Ney Matogrosso. Foi vencedor de cinco prêmios Grammy Latino, dois APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) e nove Prêmios da Música Brasileira e já se apresentou em turnês por todo o Brasil e em alguns dos maiores festivais de música do mundo.

lenine-divulgac%cc%a7a%cc%83o-oficial-3

Show: Carlos Malta e Pife Muderno (RJ) convidam Lenine (PE)

Data: 20/10/2016
Horário: 21h
Local: Teatro Sebastião Pompeu de Pina


Compartilhe!